Haikai

Eu não sei fazer haikai

porque sou muito prolixo;

quando penso que vai, não vai

e o papel acaba no lixo.

 

Pronto.

Só me arrisco até aqui porque a síntese que vejo num Fred Maia jamais será a minha, certamente.

Esses poeminhas de três ou quatro linhas trazem em si aquela surpresa final, como o vão dos seios revelado no decote de uma moça.

É isso.

Eu queria compor um que fosse um simples e esvoaçante vestidinho. Um tomara-que-haikaia.

 

====================================

Se vc quer ler coisas do poeta Fred Maia, procure aqui e aqui também.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s